quinta-feira, 24 de maio de 2012

QUANDO


QUANDO...


Em tua vida, a ti e por Deus, tão querida,
Presente maior, passaporte para a felicidade
Através de teus atos e aprendizado,
Quando puderes perdoar a tudo e a todos, todo o teu passado, todos aqueles que de alguma forma te ofenderam com palavras, ações, omissões... Que te causaram um sofrimento, uma dor, uma perda, mas que, pela misericórdia infinita de Deus nosso Pai-Mãe, reverteu-se em crescimento, em novas aquisições de conhecimento, em novas opções, em novas alegrias, em elevação de teu espírito...
Quando assim de forma tão simples, disseres para tua própria alma:
Eu me perdôo e a todo o meu passado, meu instante presente, e ainda àqueles que porventura poderão tratar-me com injustiça ou maldade, eu os perdoarei automaticamente  mas com respeito a mim mesmo, pela Graça do Poder de Deus que está em Mim e em todas as criaturas...

Aí então estarás livre. Porque é muito melhor sofrer uma injustiça do que comete-la. A liberdade maior em forma de felicidade far-te-á moveres em teu mundo de jeito mais leve, mais solto, mais feliz, mais suave e com maior esperança; esperança que não se resume somente no fato de aguardares; mas pelo contrário, que te reforça a Fé para seguires em frente nos teus caminhos, no teu trabalho, nas tuas vivências; que, agora, devem ser por ti mesmo abençoadas diariamente nas tuas sendas doravante acompanhadas de amor no pensamento, no sentimento, na ação, sendo tu
 A tua própria Luz no Caminho.

Quando puderes empreender teus projetos, sabendo de antemão que estais a felicitar e a agradecer a todos que dele participam, e que ele será bom e útil para todos; quando abençoas os frutos de teu serviço e o entregas para a glória da vida,
A glória de tua alma e a glória de Deus,

Quando assim souberes empenhar toda sua perseverança no trato estimulante e desafiador da vida, quando tuas mãos forem operosas, prestativas, úteis, caridosas, laboriosas sempre para o bem, a paz, a harmonia, a união de tua família bem como a união oni-inclusiva de todos quantos de tua vida participam,

Quando enfim, te tornares conscientemente um operário divino,
Agindo com oportuna presteza empregando com sabedoria a dádiva de teus recursos nos envoltórios humanos físicos, emocionais, mentais...





Aí então conhecereis a verdadeira alegria que a nós retorna quando desinteressadamente servimos. E vivereis sempre no prazer de viver, no prazer de servir, no prazer de conviver, no prazer de poder realizar, relevar,
Reconsiderar, restabelecer; no prazer gratificante de poderes repensar e aperfeiçoar tuas mais arraigadas crenças, convicções e saberes em prol da aquisição de um novo dom, um novo talento, uma nova visão de horizontes mais amplos para tua Alma, tua Mente e tua personalidade.

Quando puderes contemplar todos os por-de-sóis, todas as alvoradas,
Interagir contente com o perfume de uma flor, o sorriso das crianças, acolhendo-as; amparar com carinho os que se encontram mais próximos do ocaso da vida...

Quando em tua mente agora mais esclarecida e treinada,
Puderes viver integralmente o teu momento do agora,

Quando te dispuseres a ouvir no teu silencio a súplica de teus irmãos e responderes a ela; ouvir a música sincrônica das esferas de luz do cosmos infindo... Pulsando plena e abundante de vida, vida, vida eterna...

Conhecereis e vereis sempre a Mão de Deus a guiar-te os passos, reconhecereis a indubitável certeza da sincronicidade da vida: do tempo de Deus, da simultaneidade dos acontecimentos que harmoniosamente se encadeiam trazendo-te “co-incidências” que na verdade nada mais são do que o fluir divino da vida que ricamente encontras quando assim fazeis o teu melhor, cumpris os teus deveres e priorizas tua luta através dos caminhos do coração... Como um valoroso Guerreiro da Luz, a incendiar-se de coragem e amor para levar sempre avante a epopéia de teus dias...

Quando puderes olhar teu semelhante e souberes que tu estais nele, nela,
Que ele, ela, estão em ti,
Que somos todos UM dentro da grande Rede entretecida da família humana e que, assim, como irmãos, tudo o que possamos fazer ao outro
Na verdade estamos fazendo a nós mesmos...
E assim interagir amorosa, compassiva, respeitosa, discernida e inclusivamente com toda a natureza, com todos os acontecimentos, com todas as pessoas...

Vereis, entre admirado e feliz, a resposta de Deus às tuas mais legítimas preces sendo atendidas no milagre da vida que acontece a cada segundo. Podereis, com a mente e o coração abertos para o divino em ti, ver, perceber cada vez mais, sentir a onipresença e a Beleza de Deus em ti e em todos, em cada sorriso, no brilho de cada olhar, em cada folha de grama, em cada nuvem, em cada montanha, em cada produto da engenhosidade humana, em cada movimento dos átomos, dos planetas, dos sóis e das constelações..., em cada momento de teu viver percebereis a Sua Divina



orientação em cada passo, ver seu livre-arbítrio respeitado em função das diretrizes que tu mesmo traçaste para a conquista de teu destino atual.

E vereis que nada é por acaso, que nada está de qualquer jeito à revelia do vento e do tempo, à mercê do caos..., que tudo no universo está imerso em uma Grande Ordem e que por merecimento e por teu trabalho interior feito com amor no silencio de tua alma que de ti aguarda abandonardes teu comodismo e comodidade e ires em busca do que realmente importa, do que realmente precisas, e te estimula sempre para a realização exitosa de teu Plano de Vida, teu autoconhecimento e autosuperação
Rumo à descoberta de Deus em ti...

Tu tens a recompensa que te é dada incessantemente em cada milissegundo de teu viver! E que tudo, absolutamente tudo o que realmente necessitas a ti
Chegam a tempo e hora para teu crescimento, burilamento e alegria de feitos espirituais que te elevam rumo a Deus em tua vida... E em tuas múltiplas estações de vidas!

E aí, te sentireis eternamente agradecido por teus caminhos vivenciais, pelos locais e condições atuais em que te encontras, mas sem, no entanto, te satisfazeres plenamente com elas, almejando mais e mais... E acreditando serem sempre essas condições transitórias!  Porque nos disse Jesus: “Se podes ter uma broa inteira, por que te contentas com meia broa?” Tenha fé, tudo sempre melhora! Mas, para tanto, utilize a grande fórmula mágica:
Ouse mudar! Ouse saber! Ouse fazer! Ouse silenciar! E assim sentir-te-ás, pois, divinamente agraciado pelo tesouro do amor e da amizade de todos quantos contigo convivem, pela sabedoria de teres a certeza
De que sois herdeiro de ti mesmo, um amado Filho ou Filha de Deus

E assim igualmente herdeiro (a) de Seus
Divinos e Superiores Atributos!

Quando não deres, portanto, tanta atenção e identificação
Ao teu pequenino, altaneiro e passageiro ego,
Sobrepondo tua vivência aos ditames de teu aspecto Maior, teu Eu Superior, com tua Alma Imortal, com o teu Espírito que sempre foi, é e será unido ao Criador,

Vereis, maravilhado, o poder infinito do Amor e Luz de Deus espelhado em tudo o que vês e sentes, em tudo o que possas com pureza sonhar, pensar, sentir, realizar, em escala sempre crescente rumo à tua própria transcendência: quando, como Cristo Jesus,
Puderes vencer o mundo, isto é, vencer a ti mesmo!
Quando então, por essa única via,
Aproxima-te de tua realização primordial, por fim sabereis e vivenciareis a Grande Verdade que... Eu-Tu e o Pai-Mãe somos Um...

Então vivereis para sempre no paraíso de tua consciência iluminada,

Transitando por dimensões maiores da Realidade do Cosmos e alinhando-te as fileiras co-criativas do Grande Arquiteto do Universo,
Vivendo na glória e mansuetude que premia
Os mansos, os decididos e os justos Servidores da Luz,
Transformando teu mundo, teu trabalho, tua família, tua rua, tua cidade,
Teu viver cotidiano,
No mais lindo éden consciencial, de onde um dia saístes para as tuas experiências na roda da vida e do conhecimento e para onde voltarás ao seio de Deus, vivendo e aprendendo sempre, executando novas missões e tarefas; porém dessa vez unido para todo o sempre com o infinito oceano de Amor e Luz, honrando-te e honrando teu próximo, dignificando-te, dignificando teu próximo e tua vida como aqueles que fizeram de Deus o seu Objetivo Maior, o seu alimento, o seu Maior Amante, o seu Eterno Sustento, a sua Luz, na vivência dentro dessa “Paz Crística que ultrapassa toda compreensão”, na incognoscível Luz, e de todas as suas menores ou maiores conquistas e metas dedicadas com humildade, amor e gratidão ao Altíssimo Deus!



Ivanildo Falcão da Gama

Esse texto foi extraído do livro “SER LUZ”


Postar um comentário