segunda-feira, 18 de julho de 2011

O significado do simbolismo


Em torno desse vocábulo são apresentadas razões as mais absurdas. Como é ignorada a sua origem, Huzzé é apresentado como uma corruptela de Huzza, que seria a expressão de alegria e louvor usada pelos maçons ingleses traduzida por “viva”. Biblicamente, Huzzé era o nome de uma personagem. Sua origem é hebraica, embora em árabe seja pronunciada “HUZZA”, para os antigos árabes ‘HUZZA” era o nome dado a uma espécie de acácia consagrada ao Sol, como símbolo da imortalidade, e sua tradução significa força e vigor, palavras simbólicas que fazem parte da tríplice saudação feita na Cadeia de União: Saúde, Força e Vigor. Na Inglaterra a aclamação “HUZZÉ” tem a pronúncia UZEI, tomada do verbo TO HUZZA (aclamação) como sentido “viva o rei”.

Significado:

No pequeno Vademecum Maçônico do Ir.’. Ech Lemos: “Houzé” – Grito de alegria dos maçons do rito escocês. No Dicionário de Maçonaria do Ir.’. Joaquim Gervasio de Figueiredo: Houzé – Grito de aclamação do maçon escocês.

No Dicionário Maçônico do Ir.’. Rizzardo da Camino, Huzzé é apresentado como uma corruptela de HUZZA, que seria a expressão de alegria e louvor usada pelos maçons ingleses traduzida por “viva”.
Biblicamente, HUZZÉ era o nome de uma personagem.
Deve-se pronunciar “HUZZÉ”, dando ênfase ao som da letra “H”, a qual exige um sopro mais forte, e “ZZÉ” como afirmação, como que solfejando um Dó bem longo e terminando em Fá, tendo a sensação de estar passando do escuro da noite para o alaranjado da manhã, da dúvida para a certeza, da angústia para serenidade.
Em maçonaria, HUZZÉ é uma exclamação, e como tal, deve ser clamada com um sopro forte, quase gritado, em dois sons, para que possa ser respeitada a harmonia musical do vocábulo, a fim de que se conserve todo efeito esotérico dessa saudação ao GADU.’., significando que Deus é sabedoria, força e beleza. HUZZÉ, HUZZÉ, HUZZÉ, ou seja, salve o GADU.’. , salve o GADU.’. , salve o GADU.’.
O valor do HUZZE está no som, a energia provocada elimina as vibrações negativas. Quando em Loja, surgirem discussões ásperas e o V.’.M.’. receiar-se que o ambiente posssa ser ‘perturbado” suspenderá os trabalhos, e comandará a expressão HUZZÉ, de forma tríplice, reiniciando os trabalhos, o ambiente será outro, ameno e harmônico.
Dentro de Loja, o V.’.M.’. comanda no início dos trabalhos a exclamação HUZZÉ, que deve ser pronunciada em uníssono. Essa exclamação prepara o ambiente espiritual, afastando os resquícios de vibrações negativas trazidas para dentro do templo pelos IIr.’.
Ao término dos trabalhos, é exclamado para “aliviar” as tensões surgidas. Toda liturgia maçônica compreende os aspectos místicos, físicos e psíquicos.
O HUZZÉ que provoca a expulsão do ar impuro, substituído pelo “Prana” que se forma no Templo, harmoniza o ambiente numa escala única, num nivelsalutar, capacitando o maçom para receber em seu interior os benefícios da Loja.
Quando um maçom é solicitado à exclamação HUZZÉ, que o faça conscientemente para obter, assim, os resultados mágicos dessa manifestação física de seu organismo, portanto deve ser aprendida e ensinada, para que possas ser exercitada com Sabedoria, Força e Beleza.

Enviado pelo Ir.’. Manoel Júnior
C.’.M.’. Loja Verdadeiros Amigos • São Paulo • SP
Simbolismo do Primeiro Grau – Rizzardo da Camino
Bíblia – “Livro 2 – Samuel”, cap. 6
Dicionário Maçônico – Rizzardo da Camino
Dicionário da Maçonaria – Joaquim Gervasio de Figueiredo
Postar um comentário