segunda-feira, 18 de junho de 2012

O RESTO É RESPONSABILIDADE DELES


Muitas vezes sou questionado sobre o que acontece àqueles que não estão preparados ou dispostos a mudar para os novos paradigmas que estão sendo criados, e a resposta é que eles o farão, em seu próprio tempo e da sua própria maneira. Não nos cabe julgar ou criticar as suas escolhas e se o fizermos, estamos vertendo a nossa energia no caminho deles, quando precisamos agora de toda a nossa energia para nós mesmos. Embora as escolhas de vida dos outros não estejam no nosso controle, podemos afetá-los através das escolhas que fazemos para nós mesmos. Temos que viver a nossa verdade, em nossa luz e poder e devemos fazer o que for melhor para nós. O que os outros escolhem, é responsabilidade deles.

Assim, muito do nosso Karma está sendo limpo e liberado agora que estamos sentindo, através de nossas emoções, o medo de não estarmos presentes, de não sustentarmos o fim de nossos contratos de alma e de não reconhecermos as nossas responsabilidades com os outros. No entanto, a alegria, o sucesso, a paz, a abundância e a satisfação deles nunca foram de nossa responsabilidade em primeiro lugar. Nós assumimos isto como parte de nosso Karma com os outros, acreditando que se tivéssemos feito algo diferente, eles teriam feito isto também. E embora tenhamos sido, às vezes, o agressor, o tirano, o opressor e um cruel capataz, fizemos isto a pedido deles, para que eles aprendessem sobre o seu poder.

Há um aspecto mais elevado para cada lição e múltiplos caminhos que podemos escolher.  Mas quando estamos focados no que outra pessoa está fazendo, há somente um caminho disponível para nós, aquele que inclui a cura deles e o que pensamos que seja. Agora, estamos no caminho deles, esperando influenciá-los, mas não podemos mais fazer isto. Quando estamos trabalhando em nosso poder, conectando-nos com a nossa mestria divina, as regras são muito claras – precisamos permanecer em nosso próprio caminho e permitir que os outros estejam no deles. Podemos afetar as suas vidas mais poderosamente ao sermos os nossos eus mais poderosos e, entretanto, mesmo ao sermos o melhor exemplo que podemos ser, o resto cabe a eles.

Estes são tempos muito poderosos e estivemos esperando muito tempo para que eles acontecessem e, no entanto, estamos diluindo o seu poder, quando passamos o tempo na culpa e no remorso, esperando que os outros mudem ou que eles sejam bem sucedidos na conclusão da cura que acreditamos que seja parte do encerramento do nosso ciclo Karmico. Curamos o nosso Karma quando nos afastamos de sua energia, quando fazemos escolhas poderosas para nós mesmos, não importa o que os outros façam. E quando aceitamos outras escolhas e sabemos que o resto é da responsabilidade deles, avançamos em nossa própria jornada com um coração tranqüilo, e toda a nossa energia intacta para fortalecer a nova vida que temos que criar para nós mesmos, o nosso céu pessoal na Terra. E precisaremos de toda a nossa energia para fazermos isto.

Postar um comentário