quarta-feira, 27 de julho de 2011

Amor Virtual

Quem és e onde estás, não sei!
Tenho nas minhas mãos a tua ausência...
Mas trago no meu peito a tua essência
E no olhar a imagem que criei.

...
Não és substantiva, concreta,
Mas és a mulher com quem me deito,
Que levou os medos do meu peito
E até despertou o meu poeta.

...
Estás comigo a todo momento
Não nos braços, mas no pensamento
E és a minha terra prometida.

...
És o verso mais lindo e mais perfeito
Que trago escrito no meu peito
E vai rimar com toda a minha vida!
...

Cândido
Postar um comentário