quarta-feira, 27 de julho de 2011

O Tempo


 O Tempo


      Cândido


 Explode estrelas e produz planetas…
Cria segredos e desvenda mistérios,
Alimenta mitos e arrasa impérios,
Viaja pelo céu na cauda dos cometas.

 Tempo é uma elástica dimensão…
Nunca chega quando chega o amor…
Sempre sobra quando sobra a dor…
Traz realidades e leva a ilusão.

Nascido de longínquas entranhas…
Escultor de florestas e montanhas,
Arquiteto do deserto e da cidade

É como o som de um estridente grito,
Que vem lá dos confins do infinito,
A ecoar por toda a eternidade!!!

Postar um comentário