quarta-feira, 5 de outubro de 2011

LOGUM-EDÉ


LOGUM-EDÉ
Filho de Oxum e Oxóssi, carrega os atributos de seus pais. Por isso mesmo, insígnias, cores, dias de culto e preferências de oferendas são duplas, isto é, as mesmas oferecidas a Oxum e a Oxóssi. Durante seis meses, reside na mata. Outros seis, nas águas doces. Metade dele é Oxossi; a outra metade é Oxum. Detesta as cores vermelho e marrom e carrega consigo muitas ojerizas e proibições. Considerado e tratado como um príncipe, é adolescente e cheio de vontades e delicadezas. Não suporta mandar, tem que se adivinhar o que ele deseja.
Imagens retiradas do livro "Os Deuses Africanos no Candomblé da Bahia" de CaribéImagens retiradas do livro "Os Deuses Africanos no Candomblé da Bahia" de Caribé
Postar um comentário